GUIA DEFINITIVO: MELHORE A TAXA DE CONVERSÃO DO SEU SITE

Aumente a taxa de conversão de seu site com ajuda de 12 dicas que visam atrair, manter, e persuadir usuários e testar resultados

O Brasil é o 10º maior mercado de e-commerce do mundo, segundo dados divulgados pelo site MarketingProfs. No total, em 2015, os brasileiros gastaram mais de 18 bilhões de dólares em sites na internet.

Parece uma boa notícia para você? Sim, claro, e também para alguns outros milhares de empreendedores que usam seus sites para converter vendas na internet em nosso país.

Confira o infográfico comparativo entre nações, divulgado pelo MarketingProfs:

Sabe o que isso significa? Significa que se você quer melhorar sua taxa de conversão, você precisa se destacar não somente para esses milhões e consumidores, mas também se destacar em relação aos milhares de concorrentes que compõem este mercado.

Quer saber como fazer isso e aumenta a taxa de conversão de seu site?

Use 4 palavras:

  1. Atrair
  2. Manter
  3. Persuadir
  4. Testar

Atrair para seu site, manter seu público navegando nele e, finalmente, persuadir seus clientes a comprar. Só que para tudo isso dar certo, é preciso sempre testar as melhores soluções para cada um desses pontos, e evoluir cada vez mais.

Para atrair:

1- SEO

Ao criar seu site, é preciso fazer um estudo analítico das palavras-chave relativas ao seu negócio e que são mais usadas pelo seu público-alvo nos buscadores na internet.

Então, de forma inteligente, é preciso incluí-las em seu texto, melhorando seu ranqueamento no Google. Quanto mais qualificadas suas palavras-chaves (mais focadas no seu público-alvo), mais alta será sua taxa de conversão.

2- Adwords, rede de display, remarketing e outras publicidades online

Outra maneira de atrair consumidores para seu site é através de mídia paga na internet. Estes são apenas alguns exemplos:

  • AdWords: são aqueles 3 primeiros links para sites que aparecem na busca do Google, além daqueles na lateral. Você pode dar um lance por palavras-chave e seus links podem aparecer lá.
  • Rede de display: diversos sites afiliados, relacionados com seu público-alvo, apresentam banners, filmes, textos e outras mídias anunciando seu site.
  • Remarketing: usuários que já visitaram seu site verão anúncios relacionados a ele com mais frequência. Remarketing pode ser realizado a través de redes de display, do Facebook, de redes de afiliação, de ad network, entre outros.

3- Marketing de conteúdo e nutrição de leads

Das diversas formas de marketing digital, estas, atualmente, são algumas das que têm trazido mais resultados.

Ao criar conteúdo relevante e atrativo para seus clientes (como textos, vídeos, infográficos e outros), principalmente em blogs, mas também em mídias sociais, você os faz conhecer sua empresa e os atraia para seu site. Uma vez lá, você oferece conteúdos mais ricos (como e-books, testes grátis de apps, cursos online, webinars e outros), em troca do cadastramento de dados como nomes e e-mails.

Em seguida, estes leads passam a receber e-mails baseados em seus comportamentos na internet e ao receber e-mails, sendo impactados por conteúdos cada vez mais interessantes, com o objetivo de fazê-los iniciar a jornada de compra em seu site, podendo culminar, com o tempo, em uma conversão.

É importante ressaltar que não é enviando dezenas de e-mails por dia que você conseguirá melhorar seus resultados, porém criando regras inteligentes de automação de marketing para mandar as mensagens mais assertivas de acordo com os “triggers” que você irá definir. Antes de começar, modele seu funil de marketing identificando em qual estágio cada lead se encontra e qual é seu perfil, para mandar o e-mail certo no momento certo.

Para manter:

1- Layout responsivo:

No final de 2015, segundo pesquisas, 46% dos brasileiros realizavam pagamentos via smartphone e 45% já fizera uma compra por um aplicativo em seu celular. Isso significa que seu site deve se adaptar automaticamente a qualquer dispositivo móvel.

2- Seu site deve abrir rapidamente:

Dados revelam que sites que demoram para carregar acabam perdendo usuários, em torno de 7% a cada segundo.

3- Usabilidade e intuitividade:

Deve ser fácil navegar em seu site, pesquisar produtos e entender como praticar qualquer atividade que ele disponibilize para os usuários.

4- Cadastro:

Sem complicações ou excesso de etapas e pedidos de informações desnecessárias.

5- Evite excesso de cliques:

Apesar de alguns processos necessitarem de muitos cliques e verificações, usualmente o exagero de redirecionamentos não agrada aos usuários.

6- Checkout ágil:

Ao mesmo tempo que deve mostrar segurança na transação, evite que o checkout se torne tão chato para o usuário que ele desista da compra nesse momento crucial.

Para persuadir:

1- Dê motivos para o usuário confiar em seu site:

Para aumentar a taxa de conversão, é preciso que o cliente confie em seu site. Demonstre isso com ajuda de depoimentos de clientes satisfeitos, avaliações positivas, selos de site seguro, links para mídias sociais e outros.

Identifique as páginas com maior taxa de saída, e tente entender as razões pelas quais a pessoa deixou o site:

  • Falta de confiança?
  • Falta de informação?
  • Custo do frete?
  • Porque ficou com receio?

Crie algumas hipóteses, e vá testando: primeiro mudando a sua página para incluir novos blocos de conteúdo ou imagens, e incluindo links para páginas que vão explorar com mais profundidade aquele conceito.

Por exemplo: você identificou que muitas pessoas saem na primeira página do checkout porque eles não entenderam o que é seu produto e suas vantagens.

Adicione um bloco de informação explicativo, com link para a página “como funciona” e outro link para um case de sucesso, isso pode ser a solução!

2 – CTA:

O Call to Action é um dos mais importantes elementos para aumentar a taxa de conversão em seu site. É ele quem passa um comando incentivando seu cliente a comprar.

Usualmente, CTAs têm cores chamativas, empregam um verbo de ação, destacam o benefício da compra (não características do produto ou serviço). Os CTAs podem ser posicionados em várias locais diferentes de sua landing page, em cada um deles com frases e cores diferentes

Para testar:

1- Medir e testar:

Todas as ações citadas aqui devem ser testadas. Faz-se uma melhoria no site e se testa, em comparação com a versão anterior, qual das duas converte mais. São os chamados testes A/B. Conforme essas melhorias vão se acumulando, a taxa de conversão do site vai aumentando progressivamente.

Preparado para implementar estas 12 dicas em seu site? Antes de começar, não se esqueça de fazer um bom planejamento e escrever um belo briefing para o designer!

Fonte: Profissional de E-commerce

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s