VÍDEO É TEXTO EM MOVIMENTO

Acima de tudo, quando estiver escrevendo, ou avaliando um roteiro de vídeo, lembre-se: vídeo é texto em movimento. E devemos separá-lo em duas etapas.

 Vídeo é texto em movimento. No processo de construção, ao menos, o roteiro de uma apresentação não é tão diferente do roteiro de um vídeo. Podemos separar ambos em duas etapas textuais: o lettering e a locução (ou discurso).

O lettering é o que estará escrito em tela, é o texto que você coloca visualmente para que a audiência memorize, ou até mesmo anote. O discurso ou locução é o que o apresentador vai falar. No caso dos vídeos, o locutor. É sempre mais seguro e eficiente iniciar a criação do vídeo e da apresentação pelo discurso, afinal é dele que sairão as frases e informações mais importantes para o lettering.

Há, porém, uma grande diferença entre um roteiro de vídeo e um roteiro de apresentação. O vídeo é texto em movimento. Ou seja, ao construir um roteiro de vídeo é importante pensar mais cuidadosamente no casamento da locução com o design e manter as mensagens fixadas no período de tempo determinado para a apresentação do vídeo.

Mais especificamente, estamos falando de tempo, tanto de locução, quanto de leitura. Todas as vezes que for criar o lettering do seu vídeo pense na quantidade de palavras que a sua mensagem terá e no tempo que a audiência terá para lê-la. É sempre uma experiência negativa, para audiência, ficar correndo atrás das frases, ou não conseguir ler o que está escrito. O texto de uma apresentação (Leia aqui o artigo Texto: escreva o quer que as pessoas querem ouvir), na maior parte das vezes, é um texto estático e o apresentador consegue mantê-lo em tela o quanto achar necessário. O vídeo, no entanto está sempre em movimento.

Aliás, aqui vai uma dica, em vídeo, sempre que possível, deixe o texto para o locutor. Na tela dê preferência para utilização de esquemas visuais que representem o que o locutor está dizendo. Quando o lettering de uma frase ou mensagem for absolutamente imprescindível, busque mantê-lo em menos de 10 palavras. Leia a frase com um cronômetro e tente descobrir qual será o tempo necessário para a audiência lê-la na tela em que for apresentar.

Outro aspecto importante da construção de um vídeo é análise da locução com o lettering. Ou seja, o texto em tela deve ser sempre menor do que o texto em locução. Assim as pessoas não terão que dividir sua atenção entre ouvir o locutor e ler o lettering. Tente, também, sempre que possível manter o os textos de locução e lettering mais próximos um do outro. Isso irá aumentar as chances de memorização das mensagens.

Acima de tudo, quando estiver escrevendo, ou avaliando um roteiro de vídeo, lembre-se: vídeo é texto em movimento. O tempo é fundamental.

Fonte: Monkey Business

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s